Paróquia São Cristóvão

A história da Igreja Católica de Campo Verde teve início com a vinda das famílias Fernandes, Cocco, Fogiarini e Lima.

A primeira missa foi celebrada no dia 21 de julho de 1968, pelo Pe. Francisco Gufler vindo de Dom Aquino, na residência do Sr. Bonfílio Cocco.

De 1968 a 1972 as famílias se reuniram em suas casas para rezarem o terço.

Em 1972 aconteceu um fato que deu início ao atendimento contínuo por parte dos padres vindos de Jaciara. A Sra. Catarina Gardin, adoeceu gravemente e pediu a presença de um padre. Procurado, Pe. Gunter Zendbrade, Pároco de Jaciara, recém chegado da Alemanha e que não conhecia o povo e seus costumes, não quis acompanhar a pessoa que o procurou. A Sra. Catarina Gardin acabou falecendo e foi levada até Jaciara para ser sepultada. Passados dois meses, de passagem para Sangradouro, Pe. Gunter se perdeu e foi dar exatamente na residência do Sr. Bonfílio Cocco, onde morava a Sra. Catarina Gardin. A Senhora Dileta Cocco, filha de dona Catarina e esposa do Sr. Bonfílio, relembrou o fato e chamou a atenção do Pe. Gunter. A partir desta data os padres de Jaciara passaram a celebrar missa todos os meses em Campo Verde.

A população começou a crescer e se fixou no entroncamento de Nova Brasilândia, surgindo a necessidade de construir uma casa que servisse de Igreja e de escola. No final de 1973 foi construída, em mutirão, a primeira capela de pau-a-pique e babaçu, com portas e janelas de tábua. E por escolha da comunidade, São Cristóvão foi eleito padroeiro. Em meados de 1974, a localização passou a se chamar Bela Vista. Em 1975 foi construída a primeira escola de madeira que também servia de capela. Em julho deste mesmo ano aconteceu a primeira festa de São Cristóvão com missa, procissão, benção dos carros e máquinas agrícolas.

Em 19 de setembro de 1987 foi criado o Curato de São Cristóvão de Campo Verde, desmembrado da Paróquia São Francisco de Jaciara. No dia 20 do mesmo mês, Dom Osório Stoffel nomeia o Pe. João Henning primeiro Cura.

Este ano também ficou marcado pelo início do processo de emancipação de Campo Verde. Formou-se a associação dos moradores de Campo Verde, que se reunia no Pavilhão da Igreja e era constituída pelos moradores mais antigos com o apoio do Pe. João Henning. No dia 04 de julho de 1988 Campo Verde tornou-se município. A emancipação de Campo Verde nasceu dentro da Igreja, o que demonstra a participação da comunidade.

A partir de 1993, através do Decreto Municipal 074/93, o dia de São Cristóvão passou a ser considerado feriado municipal.

© Copyright 2012-2017 Paróquia São Cristóvão | Powered By Pastoral da Comunicação (Pascom) - Diocese de Primavera Paranatinga - MT